basaltopiscinas.com.br
54.3330.2688
Cadastre-se!

Seja bem vindo(a)! Carazinho-RS

Energia Solar Fotovoltaica

voltar

A energia solar baseia-se na capacidade de converter a luz solar em energia elétrica ou térmica, através de placas e coletores solares, sem o comprometimento do meio ambiente no processo de geração.

A principal fonte está na radiação solar (luz solar) que também se caracteriza por ser uma fonte infinita e inesgotável.

Atualmente, o mundo investe muito nesta tecnologia, com o objetivo de aumentar seu melhor aproveitamento a exposição solar bem como a capacidade de conversão dos painéis fotovoltaicos , atualmente em torno de 17%.

Já existe, por exemplo tecnologia com equipamento eletromecânicos que, por meio de sensores fazem com que os painéis se movimentem de acordo com a rotação da terra, aumentando assim o tempo de exposição e a eficiência do sistema.

O aumento da demanda nos últimos anos, esta tornando esta tecnologia cada vez mais acessível. Apenas nos últimos 12 meses houve uma redução de aproximadamente 30% no custo da produção da mesma.

– Sistemas Fotovoltaicos Conectados a Rede (On-grid)

Os sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica fornecem eletricidade para o consumidor junto com a rede elétrica tradicional. Toda a eletricidade produzida a partir do Sol pode ser usada para o consumo próprio. Quando existe luz do Sol o consumidor usa a energia elétrica produzida localmente. Nos períodos em que não existe luz solar o consumidor continua sendo abastecido normalmente pela rede elétrica pública. O sistema fotovoltaico conectado à rede não utiliza baterias para armazenamento de energia, pois a própria rede elétrica é utilizada como meio de armazenamento. Toda a energia gerada pelo sistema fotovoltaico é imediatamente injetada na rede elétrica, sendo consumida internamente ou exportada para a concessionária, de acordo com os níveis de geração e consumo instantâneos. Na prática, uma residência ou empresa que possui um sistema fotovoltaico dentro do sistema de compensação de créditos passa a consumir menos ou nenhuma eletricidade da rede pública, podendo zerar sua conta de eletricidade no final do mês.

Sistema de compensação de créditos – Resolução Nº 482 da ANEEL

Durante o dia, nos períodos em que o consumo de eletricidade é baixo, pode ocorrer excedente de energia – ou seja, o sistema fotovoltaico produz mais energia do que o consumidor precisa. Neste caso o consumidor exporta energia para a rede pública, tornando-se na verdade um gerador de eletricidade. Ao exportar eletricidade, o proprietário do sistema fotovoltaico recebe um crédito de energia. Este crédito pode ser utilizado posteriormente através de um desconto na conta de eletricidade do próximo mês, podendo também ser acumulado em meses posteriores caso não seja utilizado. O sistema de créditos de energia foi criado no Brasil com a publicação da resolução Nº 482 da ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica – em abril de 2012.

Essa resolução autorizou a micro e a mini-geração de energia elétrica para consumo próprio a partir de fontes renováveis e alternativas com sistemas de geração conectados às redes elétricas de baixa tensão, ou seja, ligados diretamente às instalações elétricas de residências, escolas, empresas e todos os tipos de consumidores comuns. A publicação da resolução Nº 482 constituiu um marco regulatório em nosso país, beneficiando a população e obrigando as concessionárias de energia elétrica a aceitar a entrada de sistemas próprios de geração fotovoltaica em suas redes de distribuição de eletricidade. A resolução estabelece que cada cidadão brasileiro ou empresa poderá ter em seu telhado uma usina fotovoltaica produzindo eletricidade para consumo próprio e determina as condições para a implantação dos sistemas de auto-produção de eletricidade. * A energia produzida depende da localização geográfica, da irradiação solar e das características do clima, podendo sofrer variações entre regiões.

– Sistemas Fotovoltaicos Isolados (off-Grid)

Os sistemas isolados ou autônomos para geração de energia solar fotovoltaica são caracterizados por não se conectar a rede elétrica. O sistema abastece diretamente os aparelhos que utilizarão a energia e são geralmente construídos com um propósito local e específico. Esta solução é bastante utilizada em locais remotos já que muitas vezes é o modo mais econômico e prático de se obter energia elétrica nestes lugares. Exemplos de uso são sistemas de bombeamento de água, eletrificação de cercas, geladeiras para armazenar vacinas, postes de luz, estações replicadoras de sinal, etc.

A energia produzida é armazenada em baterias que garantem o abastecimento em períodos sem sol.

Os sistemas isolados de geração de energia solar fotovoltaica, de maneira simplificada, são compostos de quatro componentes:

Painéis solares ou placas solares:São o coração do sistema e geram a energia elétrica que abastece as baterias. Tem a propriedade de transformar a radiação solar em corrente elétrica contínua. Um sistema pode ter apenas um painel ou vários painéis interligados entre si.
Controladores de carga:São a válvula do coração e garantem o correto abastecimento das baterias evitando sobrecargas e descargas profundas, aumentando sua vida útil.
Inversores:São o cérebro do sistema e tem a função de transformar corrente continua (CC) em corrente alternada (AC), e levar a tensão, por exemplo, de 12V para 127V. Em alguns casos pode ser ligado a outro tipo de gerador ou à própria rede elétrica para abastecer as baterias.
Baterias:São o pulmão do sistema e armazenam a energia elétrica para ser utilizada nos momentos em que o sol não esteja presente e não haja outras fontes de energia.

casas-comparativas-01-1024x391

Entre em contato com nossa equipe de profissionais e solicite já seu orçamento sem compromisso…

Ir ao topo

R. Ozilio Zollet, 227- Fundo Mercado Coqueiros da Glória - Carazinho -RS - Fone: 54.3330.2688

Copyright 2016 - Todos os direitos reservados